Notícia Publicada em 22 de fevereiro de 2015

 

Cidade do Vaticano (RV) – Após rezar a oração mariana do Angelus neste I Domingo da Quaresma, o Papa Francisco doou aos presentes na Praça São Pedro um pequeno livro de bolso, intitulado “Guarde o coração”, com subsídios para bem viver a Quaresma. A distribuição foi feita por voluntários, entre os quais cerca de 100 sem-teto.

“Este livrinho recolhe alguns ensinamentos de Jesus e os conteúdos essenciais de nossa fé, como por exemplo, os Sete Sacramentos, os dons do Espírito Santo, os dez mandamentos, as virtudes, as obras de misericórdia…..Agora os voluntários os distribuirão, entre os quais, numerosos sem-teto. Cada um pegue um livrinho e leve consigo, como ajuda para a conversão e o crescimento espiritual, que parte sempre do coração: alí onde se joga a partida das escolhas cotidianas entre o bem e o mal, entre mundanidade e Evangelho, entre indiferença e partilha. A humanidade tem necessidade de justiça, de paz, e poderá ter isto somente retornando com todo o coração a Deus, que é a fonte de tudo isto.

 “Nós devemos nos tornar cristãos corajosos”, e a coragem, é uma ação do coração. A etimologia, de fato, ensina que coragem vem do latim ‘cor’, coração. Assim, o programa traçado pelo Papa Francisco nas trinta páginas do pequeno livro, salienta que para se tornar corajosos, os cristãos devem partir do coração.

E na Quaresma, de fato, ressoa todo apelo à conversão da vida, a partir do coração, alí onde se joga a partida das escolhas concretas, cotidianas, entre o bem e o mal, entre mundanidade e Evangelho, entre indiferença e partilha, entre fechamento egoísta e generosa abertura a Deus e ao próximo.

Nesta perspectiva, a publicação apresenta alguns aspectos do ensinamento de Jesus aos discípulos, tirados dos capítulos 5 a 7 de Matheus, como as Bem-aventuranças, sede perfeitos, o perdão, acumular tesouros no céu, não julgar, a regra de ouro, fazer a vontade do Pai, entre outros.

São apresentadas também as fórmulas essenciais da fé professada, celebrada e praticada como o Credo, as virtudes teologais, os Sacramentos, os mandamentos, as obras de misericórdia corporal e espiritual, as quatro virtudes cardeais e os sete vícios capitais, tudo com breves explicações do Catecismo da Igreja Católica.

Entre os Sacramentos, a Confissão ocupa um lugar de destaque nas últimas páginas, servindo como um precioso auxílio. Através de trinta e quatro interrogações sobre o mal cometido e o bem omitido em relação a Deus, ao próximo e a si mesmo, é ilustrado o porquê confessar-se, como confessar-se e o que confessar, percurso concluído com a apresentação de um exame de consciência e o Ato de Contrição.

Guarde bem o teu coração! “Ter um coração misericordioso não significa ter um coração débil. Quem quer ser misericordioso precisa de um coração forte, firme, fechado ao tentador mas aberto a Deus; um coração que se deixe impregnar pelo Espírito e levar pelos caminhos do amor que conduzem aos irmãos e irmãs; no fundo, um coração pobre, isto é, que conhece as suas limitações e se gasta pelo outro”, diz o Papa Francisco em sua Mensagem para a Quaresma 2015. (JE/OR)

(from Vatican Radio)

Fonte: http://www.news.va